30/03/2009

Hoje eu estou tendo um dia até muito legal.

Tudo me provou (outra vez) que eu sou uma idiota,
mas um idiota feliz .
Tudo começou quando o Ado me mostrou uma foto linda do Mário, e me deu vontade de desenhar ele na folha do meu caderno. E ficou muito legal *-*
Eu colei atrás do armário da minha sala, agora todo mundo vai visitar ele.
Ficam me perguntando: "Ceeres, cadê o Mário?"
Eu sei, é feliz de mais e nem faz sentido.

Depois, ainda na escola, eu com a música linda do Leãozinho na cabeça, bagunçaram meu cabelo e cantaram ela pra mim. Foi emocionante. Arrumei meu cabelo, bagunçaram e cantaram de novo até perder a graça (e o recreio acabar)

Eu ainda tenho a esperança que todo dia podia ser assim.

http://www.youtube.com/watch?v=_d94WJj6OWQ

28/03/2009

Eu quero correr o risco. E nada me impedirá. Não será a chuva, a falta de um lugar pra ele subir ou muito menos eu mesma. É muito complicado. Estou em meio a uma metarmofose. Não tenho a mínima idéia do que eu vou me tornar, esse é o meu maior medo. É pra mim ficar nervosa? Não? Tarde demais ! Eu quero ver no que eu vou me tranformar. Eu quero que o futuro chegue logo. Eu quero ver o final disso tudo. Me sinto como se uma coisa que eu carreguei a vida inteira esteja me deixando agora. Um medo, um amor, o que seja. Eu quero me ver livre disso. Eu quero banhar-me em águas desconhecidas, viver qualquer coisa que eu nunca imaginaria ter vivido. Eu quero isso tudo longe de mim.

Teoria do Heroísmo

De fato, eu ainda acredito que minha teoria seja verdadeira. Toda história, melhor dizendo, a maioria das histórias que eu li, e que eu julguei boa, começara com o personagem principal mudando de casa, de cidade. E por coincidência, para um lugar que não queriam. "Horrível, horrível!"; eles sempre diziam, tudo isso até arranjar alguém com que se apaixonassem. Uma coisa mais forte que eles, que acabavam fazendo mudarem de idéia. É sempre aí que a história começa a ficar interessante, emocionante. Depois que eu leio até tal parte é impossível parar de ler o bendito livro. Meus pais estão planejando uma mudança para o ano que vem. Ouvindo Guns 'n Roses eu pensava nisso. Eu nunca quis largar tudo o que eu construí aqui, em quatorze anos. Me doía cada vez que minha mãe, animada, cheia de planos, vinha me mostrar a planta da casa, tapetinhos, forrinhos, e bibelôs que comprava. "Finalmente temos nossa casinha", ela dizia,com um brilho no olhar. Ela não sabia que, pra mim, aquilo era feito uma facada. Agora, com a idéia amadurecida e minha teoria formada, estudada e compreendida, vejo que é só uma questão de tempo pra mim me tornar uma heroína. Talvez até melhor do que as heroínas dos meus livros preferidos. Meus caros, está prestes a acontecer a história mais emocionante, picante e interessante que vocês já pararam para ler. Minha vida está prestes a mudar (sem aranhas radioativas ou lixo tóxico), junto com o lugar onde eu moro. Minha teoria é sim verdadeira, eu vou conseguir provar para vocês quando virem meu nome na capa de um livro, futuramente.

12/03/2009 ; mais um trabalho de português que vai me dar muitos pontos

26/03/2009

Não me darei mais ao luxo de um amor platônico. Direi na verdade o que eu sinto. Estou tentando não me preocupar em ter um relacionamento improdutivo. Eu não me darei mais ao luxo de um suspiro guardado, coração desparado. Eu quero gritar pra quem quiser ouvir, arrancar meu coração, minhas tripas, quero meu lugar ao sol, eu quero sua calça apertada.
Não me darei ao luxo de ser quem eles querem que eu seja.

25/03/2009

"Sem título"

Descanse por alguns dezembros,
seja um troglodita e me arraste pelos cabelos.
Faça o que você quiser de mim.
Pegue um taxi debaixo da chuva,
molhe o banco e não pague a passagem.
Pra mim nada mais importa.
Faça o que você quiser de mim.
Fale que me ama e depois finje que nada aconteceu.
Me beije e diga na minha cara que eu fui só mais uma.
seja um troglodita e me arraste pelos cabelos.
Faça o que quiser de mim.
Derrube uma árvore.
Destrua um prédio.
Mate minha mãe.
Ponha uma placa na avenida principal dizendo que eu sou uma vadia.
Pode fazer o que quiser, não me importo.
Tanto faz, mas saiba que a recíproca será verdadeira.

"Sem título"

De qualquer maneira, eu já tenho certeza de certas coisas, e tenho receio delas. Ultimamente eu venho andado meio diferente, claro. Mas isso não quer dizer que eu tenha me transformado em outra pessoa. Num buraco negro sim, eu me transformei. Mas isso está longe de mudar minha identidade. Na verdade, está tudo ficando muito claro pra mim. E isso é ótimo, com toda certeza, ainda mais que agora eu estou virando outra pessoa. Algumas coisas aconteceram comigo nesses ultimos dias, que me fizeram enxergar as coisas bem diferente. O que importa agora não é que coisas são essas, mas sim que minha TPM passou e que eu ainda não estou tendo inspiração o bastante pra manter meu blog cheio de leitores como antigamente. E eu quero mesmo, que ela volte, porque está fazendo falta.
Eu queria mesmo, de verdade era um amor.
Eu acho que necessito.
É meio complicado viver sem saber o que isso é de verdade.
Eu sou daquelas que só descobre quando sente falta; talvez não seja a única a relatar esse fato, com toda certeza.
Eu só queria me entregar à algum vício que não me prejudicasse, seja um alguém, ou qualquer coisa que se possa viciar.
Não venho achando sentido em nada, apesar de as coisas estarem ficando tão claras pra mim, e isso é horrível.
Ando vendo graça em tudo, será que finalmente consegui o que queria?
Tenho um defeito de nunca conseguir enxergar essas coisas do coração.
Eu sinto sua falta.
Tudo o que eu queria dizer não tem sentido, mas pelo menos eu tentei.
Mas no final, nada faz sentido.

24/03/2009

"Sem título"

Venho me perdendo em mim mesma
Ando fazendo coisas que nunca pensei em fazer.
Como se o que vivi não fizesse mais diferença.
Nem pra mim, nem pra ninguém.
Me transformei em um buraco negro.

01/03/2009

Amor em poucas doses :D

Fazia tempo que eu não conseguia fazer o que eu sentia virarem palavras .
E olha que eu sou a poeta daqui, eu acho .
Hoje eu abri meu coração pra pessoa menos provável de toda a face terrestre . O Primo do Sérgio . Eu acho que era disso que eu precisava . Depois de 2 meses e 25 dias beijando vento, eu vi que eu estou fazendo certo . Eu só quero que minha mão fique gelada com a pessoa certa . Eu só quero dizer "Eu te amo" e a recíproca ser totalmente verdadeira .
Eu descobri o que eu quero . Eu quero alguém pra amar, alguém pra levar comigo, pra bem longe daqui, onde nem o céu seja o limite (8)
Amor em poucas doses, esse está sendo meu remédio ,
remédio contra dor de coração ,
contra solidão ,
e previnindo a falta de felicidade.
Fiquei feliz por saber o que eu quero, e o que eu preciso fazer .
Um dia dá certo .
© 2014 Conspiração Vital - Todos os Direitos Reservados | Design por Ceres Bifano, Diagramação por  Matheus Pacheco.